Fale com nossa equipe

Qual diferença entre Jogo de Posição e Ataque Posicional?

Por: Christopher Suhre

Postado

-

Atualizado em

O jogo de posição é um termo que vem ganhando força no futebol moderno, porém muita confusão ainda é feita quando o relacionamos com o ataque posicional. Portanto, neste texto vou esclarecer as diferenças entre esses dois conceitos:

Ataque posicional

A princípio, o ataque posicional foi definido por Júlio Garganta em 1997, na sua tese de doutorado denominada Modelação Tática do Jogo de Futebol. Nesta tese o autor nos apresenta os três métodos ofensivos fundamentais: ataque posicional, ataque rápido e contra-ataque.

Conforme o professor Júlio Garganta, o ataque posicional é o mais demorado dos três. Possui, como principais características, os passes curtos, desmarques de apoio e coberturas ofensivas. Além disso, Teissie (1969), Wrzos (1981), Ramos (1982) e Castelo (1994) nos apresentam outras 5 particularidades desta forma de atacar:

  • 1 – a bola é conquistada no meio campo defensivo ou ofensivo e a equipa adversária apresenta-se equilibrada defensivamente;
  • 2 – a circulação da bola é realizada mais em largura do que em profundidade, com passes curtos e desmarcações de apoio;
  • 3 – realiza acima de 7 passes;
  • 4 – tempo de realização do ataque elevado (superior a 18 segundos);
  • 5 – ritmo de jogo lento em comparação aos dois outros métodos (menor velocidade de circulação da bola e dos jogadores).

Jogo de posição

Já o jogo de posição é uma cultura de futebol presente há muitos anos no esporte, no entanto, diferentemente do ataque posicional, sua origem não foi científica, mas no próprio esporte. Podemos verificar muitas literaturas, principalmente vindo da Europa, sobre o Jogo de Posição, além de muitos treinadores com relevância no cenário esportivo já terem falado sobre o tema. Porém ainda não temos este assunto aprofundado em termos acadêmicos, com validade científica.

O jogo de posição possui algumas características marcantes, como:

A bola vai até o jogador, e não o contrário

Os jogadores possuem zonas de campo em que devem se movimentar, ou seja, sua posição será pré-determinada pelo técnico e dependerá de onde está a bola. Dessa forma, os jogadores devem movimentar-se na sua faixa de atuação, não sendo possível sair dela para buscar a bola, por exemplo.

Sendo assim, um vídeo que relata muito bem essa situação é o de Henry, que explica num canal de TV como Guardiola pensava o Jogo de Posição.

Busca gerar vantagens (numérica, qualitativa, posicional, cenestésica e sócio afetiva)

O jogo de posição sempre visará criar vantagens. Desse modo, recomendo a leitura do texto 5 maneiras de criar vantagens no futebol. A partir deste texto vocês entenderão melhor cada uma das vantagens e em como podemos usá-las ao nosso favor.

Achar o jogador livre

No jogo de posição é incansável a busca pelo jogador livre. Para que isso ocorra é importante haver trocas de passes rápidos, que envolvam o adversário, além de tentar atrair o adversário para uma faixa de campo e, depois, soltar a bola em um local menos ocupado, com jogadores livres.

Assim, um meio muito utilizado para achar o jogador livre é o terceiro “homem”. Esse mecanismo irá interligar 3 jogadores, sendo o último a receber a bola o jogador livre. Veja na imagem a baixo um exemplo disso: 

Fonte: Retirada do site Fullmatchsports.com e editada pelo autor

Formar triângulos entre os jogadores

Você já deve ter ouvido falar sobre a criação de triângulos entre os jogadores. Portanto esses triângulos irão lhe proporcionar, pelo menos, duas opções de passe. Dessa forma será possível mover o time através de passes curtos, os quais são mais fáceis e possuem menos probabilidade de erro. Veja o esquema tático a baixo:

Fonte: Criado pelo autor usando o tactical-board.com

Boa gestão espaço-temporal

Futebol é um jogo de tempo e espaço. Se você conseguir ter espaço, terá tempo. Caso o seu time consiga criar espaços, haverá mais tempo para pensar e resolver aquela situação problema. Entretanto, ao contrário, se você não consegue achar os espaços, seu tempo para pensar será muito reduzido, o que aumenta as chances de erro.

Além disso, Xavi, ex-jogador do Barcelona, explica muito bem nesse vídeo como ele enxerga o futebol e como o tempo e espaço são os bens mais precioso desse esporte.

Compactação no ataque e na defesa

A compactação está presente tanto no ataque como na defesa. Mas por quê? É fácil de responder essa pergunta. Pois no ataque queremos os jogadores próximos para os passes serem mais preciso e rápidos. Já na defesa devemos estar compactados, a fim de reduzir os espaços entre os jogadores e, assim, diminuir os espaços para o adversário jogar.

Está presente tanto no momento ofensivo como defensivo

O jogo de posição não visa somente o momento ofensivo, ele também está presente na hora de se defender. Um dos princípios do jogo de posição é ter a bola, portanto, é importante recuperá-la o mais rápido possível quando a perdemos. Dessa forma, isso só é possível realizando uma pressão pós perda com jogadores próximos uns dos outros e de forma sincronizada. 

Marcação pressão zonal

Esse estilo de marcação também é uma característica do time adepto ao jogo de posição. O objetivo é pressionar o jogador e, para isso, cada defensor fica responsável por uma zona de marcação. Assim, um jogador pode pressionar o portador da bola enquanto os companheiros retirar suas linhas de passes.

O ataque posicional não está dentro do jogo de posição

Muitas pessoas acreditam que o ataque posicional é uma fase que está presente dentro do jogo de posição, se referindo ao primeiro com o momento ofensivo do segundo, porém isto não necessariamente é verdade. Os dois possuem características parecidas. Dessa forma, se a equipe que está atacando respeitar as características do ataque posicional e do jogo de posição, podemos falar sim que eles se interligam. Porém, se algumas das características não estiverem presentes no modelo da equipe atacar, eles não podem ser misturados.

Desse modo, é importante também ressaltar que o Jogo de Posição é uma cultura de jogo que engloba tanto as organizações ofensivas como defensivas, como as transições ofensivas e defensivas. Já o ataque posicional visa somente a organização ofensiva, sem se ater as outras fases do jogo.

Espero que tenham gostado deste texto. Deem uma olhada nos nossos cursos, assim vocês aprenderão mais sobre esse esporte que tanto gostamos.



Grande abraço, até o próximo texto!

 @Christopher_suhre


REFERÊNCIAS:

A modelação tática do jogo de futebol, Júlio Garganta (1997)

Jogo de posição x Ataque posicional – Rafael Marques Oliveira

Gostou dos conteúdos do Ciência da Bola? Deixe seu e-mail e lhe enviaremos mais.


Deixe seu comentário