Fale com nossa equipe

Sistemas táticos ofensivos no Futsal: o goleiro-linha

Por: Tássio Sardinha

Postado

-

Atualizado em

A princípio, os sistemas táticos ofensivos no futsal com uso do goleiro-linha surgiram em decorrência da alteração das regras do jogo de Futsal ainda nos anos 90. Essa alteração permitiu aos goleiros atuarem fora da área, com intuito de estabelecer superioridade numérica na fase ofensiva e troca de passes rápidos entre os atacantes, a fim de criar possibilidades de finalização à meta do adversário.


Quais as regras para utilização do goleiro-linha?

O goleiro-linha, na fase defensiva, não há regra especial. Porém, quando na fase ofensiva, o goleiro-linha precisa respeitar as leis que o jogo impõe. Desse modo, o goleiro-linha não pode realizar ações com as mãos na bola fora da área; e nem permanecer com a posse da bola por mais de quatro segundos na sua meia quadra defensiva. Ainda assim, na meia quadra defensiva, o goleiro-linha só pode receber na bola de seus companheiros apenas uma única vez. Portanto, para realizar uma nova ação com bola, é necessário que a bola toque em algum atleta adversário.

Além disso, vale destacar qualquer jogador pode substituir o goleiro. Contudo, o jogador de linha, que for cumprir esta função, deve estar trajado com a camisa da mesma cor que a dos goleiros de sua equipe, e utilizar o mesmo número da camisa que foi relacionado na súmula.


Desenhos dos sistemas táticos ofensivos de Futsal com o goleiro-linha

Antecipadamente, ressaltamos que não existem padrões perfeitos, portanto, apresentaremos uma visão – dentre tantas – acerca dos sistemas táticos no Futsal. Assim, compartilharemos abaixo dois exemplos da distribuição de linhas dos desenhos: 1.2.2 (um-dois-dois); e 2.2.1 (dois-dois-um).

Linhas do Sistema 1.2.2

O sistema 1.2.2 distribui suas linhas da seguinte forma:

  • 1ª (primeira) linha e 2ª (segunda) linha, ou linhas de armação;e
  • 3ª (terceira linha), ou linha de sustentação ofensiva.

Linhas do sistema 2.2.1

O sistema 2.2.1 distribui suas linhas da seguinte forma:

  • 1ª linha, ou linha de armação;
  • 2ª linha, ou linha de apoio/busca e aproximação; e
  • 3ª linha, ou linha de sustentação ofensiva.

É seguro usar o goleiro-linha no futsal?

Em primeiro lugar, alguns autores indicam que os treinadores devem utilizar os sistemas que possuem goleiro-linha com segurança nas ações ofensivas da equipe. Pois em qualquer erro na execução das movimentações, pode ocasionar contra-ataques rápidos da equipe adversária, que, por sua vez, quase sempre se encerram em gol.

Além disso, geralmente, os treinadores usam estratégias de goleiro-linha quando a equipe está em desvantagem no placar. Portanto, os treinadores de futsal devem se preocupar, além da condição estratégico-tática, com o fator psicológico da equipe, visto que a situação em questão influencia nas tomadas de decisões dos jogadores.



Contatos do autor: tassiosardinha@gmail.com

Instagram: @tsardinha1

Receba nossa Newsletter

Gostou dos conteúdos do Ciência da Bola? Deixe seu e-mail e te enviaremos mais.