Fale com nossa equipe

As mudanças de regras do Futsal

Por: Tássio Sardinha

Postado

-

Atualizado em

Bem como as demais modalidades coletivas, o Futsal possui regras específicas. No entanto, nos últimos anos, alterações regimentares têm sido comuns para o esporte de quadra. Desse modo, em julho de 2020, a Fédération Internationale de Football Association (FIFA) anunciou, em comunicado às federações e confederações nacionais, 15 novas regras do futsal.

O que são as Regras? 

A estruturação das práticas pertencentes aos Jogos Desportivos Coletivos (JDC) necessita de regras, as quais serão redigidas por federações (internacionais e nacionais) de cada modalidade. Além disso, o documento em questão contará com códigos de conduta que tornará o esporte institucionalizado. Portanto, são as regras que conferem identidade a determinado esporte.

Ainda assim, frente às possibilidades da disputa, as regras determinarão autorizações e interdições através de três condições (Bayer, 1994):

  • Intervenção sobre a bola;
  • Intervenção aos jogadores na relação atacante-defensor; e
  • Obtenção do resultado.

Futsal não é Futebol de Salão

Desde março de 1989, período em que a FIFA passou a comandar o Futebol de Salão – que, a partir de então, passou a se chamar Futsal –, após longa briga política com a Federação Internacional de Futebol de Salão (FIFUSA), que o esporte de quadra experimenta sucessivas alterações regimentares.

Anteriormente, o Futebol de Salão tinha regras muito próximas ao Futebol. Por exemplo, podia-se cobrar laterais e escanteios com as mãos. Além disso, o jogo possuía dois bandeirinhas que auxiliavam o árbitro principal. Por outro lado, atualmente no Futsal, deve-se realizar as cobranças de escanteios e laterais com os pés. Ainda assim, durante a partida quatro árbitros fazem cumprir as regras: o árbitro principal; o árbitro auxiliar; o 3º árbitro/anotador; e o cronometrista.

Por último, é necessário ressaltar que as alterações nas regras refletem, sobretudo, na dinâmica do jogo. Desse modo, percebemos que o jogador de Futsal, ao contrário do atleta de Futebol de Salão, é muito mais ativo, visto que as regras do esporte permitem ao mesmo realizar mais de uma função durante a partida.

Portanto, apesar das semelhanças, é importante entendermos que Futsal e Futebol de Salão não são o mesmo esporte.

Novas Regras do Futsal

Anualmente, a Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) publica o Livro Nacional de Regras, aprovado pela FIFA, para redigir o Futsal nacional.

Em suma, a CBFS acatou as 15 mudanças definidas pela FIFA em 2020, e afirmou que tais alterações permanecerão ao longo do ano de 2021. São elas:

Regras parte 1

  • Disputa de pênaltis: agora serão cinco cobranças (não mais três);
  • Agora a partida termina ao sinal do cronometrista, não ao apito do árbitro;
  • Será dado o tiro livre direto após a 6ª falta acumulada mesmo com o tempo quase terminando;
  • Na saída de bola, o cobrador não precisa estar mais na sua metade de quadra; a bola está em jogo quando chutada de qualquer maneira; Pode ser feito gol através do pontapé inicial (mas não vale o gol contra);
  • No desempate por pênaltis, o time com mais jogadores pode reduzir o número de jogadores para ficar na mesma quantidade do seu adversário;
  • Mão na bola: Não é apenas uma falta tocar fisicamente a bola, mas também é uma falta mover a mão ou o braço propositalmente em direção a ela;
  • Cartão vermelho para o jogador que, em qualquer lugar da quadra, “negar uma oportunidade óbvia de marcar gols” ao adversário de forma proposital;
  • Um jogador que negar uma oportunidade de marcar gol ao adversário na sua própria área pode ser advertido com um cartão amarelo se for comprovado uma tentativa de jogar a bola;

Regras parte 2

  • Tiro livre indireto por falta cometida fora da quadra (ambos os jogadores fora da quadra);
  • Pênalti: Goleiro deve ter pelo menos parte de um pé tocando ou alinhado com a linha de gol;
  • Pênalti: cartão amarelo ao adversário que obstrui o cobrador, mesmo que esse adversário respeite a distância mínima de 5 m;
  • Regra de 4 segundos para o recomeço do jogo: A contagem começa quando o cobrador da equipe estiver pronto para colocar a bola em jogo ou o árbitro sinalizar que a equipe está pronta;
  • Saída de bola: Os jogadores agora podem receber a bola do goleiro dentro da sua área;
  • Saída de bola: Se o goleiro lançar a bola direto para a quadra do adversário será marcado um tiro livre indireto e será cobrado do local onde a bola passou a linha (No Brasil, esta regra foi aplicada somente às categorias Sub-07, Sub-09, Sub-11, Sub-13 e Sub-15);
  • Durante a partida, no máximo cinco substitutos podem se aquecer ao mesmo tempo no banco de reservas.

O que as alterações nas regras do futsal querem dizer?

Com certeza, a alteração que mais gerou discussão foi a do item 14. Contudo, a CBFS determinou que a mesma fosse aplicada somente às categorias sub-07, sub-09, sub-11, sub-13 e sub-15.  Desse modo, os defensores de tal regra acreditam que a mesma visa o aperfeiçoamento da saída de bola nos jogos das categorias mencionadas.

Por fim, ressaltamos a importância de ficar atento às atualizações das regras do Futsal, pois, dessa maneira, o leitor compreenderá mais facilmente as novas dinâmicas que surgem no jogo. Por exemplo, as diversas alterações regimentares tornaram os populares “rodízios”, comuns no Futebol de Salão, pouco usuais no Futsal. Portanto, fiquemos atentos às novas dinâmicas que surgirão no Futsal a partir dessas alterações.


Quer aprender mais sobre futsal e futebol? Então dê uma olhada nessa novidade: a Ciência da Bola ACADEMY.

Ciência da Bola ACADEMY

Contato do Autor:

E-mail: tassiosardinha@gmail.com

Instagram: @tsardinha1

Gostou dos conteúdos do Ciência da Bola? Deixe seu e-mail e lhe enviaremos mais.


Deixe seu comentário