Alimentação dos jogadores durante a pandemia


Por Juliana Galvão

-

Postado

-

Atualizado em

Precisamos manter a saúde física e mental de jogadores de futebol e futsal durante a quarentena. Pois, mesmo com os treinos on-line orientados pela comissão técnica, o atleta acaba fazendo refeições sem controle profissional. Portanto, mesmo em casa é importante ficar sempre de olho na alimentação para manter bons hábitos alimentares ao longo do dia.

Equilíbrio na alimentação dos jogadores

Equilibrar a ingestão alimentar e o gasto energético é fundamental para o atleta de alta performance. Em síntese, o equilíbrio do balanço energético não apenas melhora o desempenho físico, mas também ajuda a manter o porte energético recomendado de macro e micronutrientes. Dentre os nutrientes que os atletas de alta performance devem priorizar, estão as proteínas.

De acordo com profissionais de nutrição, ressalta-se uma necessidade maior de orientação profissional nestes casos, para que não haja desequilíbrio na dieta do atleta durante a quarentena. Sendo assim, durante a quarentena o importante é avaliar e adequar suas necessidades nutricionais de acordo com as atividades que serão realizadas. E readequar da melhor forma para não haver perdas nutricionais e muito menos perdas no rendimento.

Como montar um prato saudável e completo na pandemia?

1. Carboidratos: Responsável por garantir energia para o seu organismo! Nesse grupo, entram alimentos como: arroz, pães, massas, batata, batata doce, mandioca e etc. (Experimente Integral).

2. Proteínas: Grupo responsável pela formação dos músculos. Animal: Ovos e Carnes (Prefira assados ou grelhados). Vegetal: São todos os tipos de feijões, lentilhas etc. A dupla arroz com feijão é uma recomendação ideal, o que falta em um, o outro completa!

3. Hortaliças e legumes: Alface, couve-flor, brócolis, cenoura, beterraba e etc.

Organização do prato?

Divida seu prato em quatro partes!

  • Separe duas partes para a salada (hortaliças e legumes).
  • Reserve uma parte para o carboidrato
  • Na parte que restou, dívida entre proteína animal e vegetal.

Fonte da imagem: Nutri Soft Brazil

Bom apetite!

Referência

JULIANA GALVÃO
Nutricionista Esportiva
Fonte:
Guia Alimentar da população Brasileira – 2014

Gostou dos conteúdos do Ciência da Bola? Deixe seu e-mail e lhe enviaremos mais.


Deixe seu comentário